Paróquia Bom Jesus

PALAVRINHA AMOROSA DO PADRE!

 

Meus Queridos filhos e filhas espirituais da Paróquia Bom Jesus e demais leitores que me honram com sua leitura.

Estamos nos aproximando de uma data peculiar: 400 dias de medidas restritivas visando o combate ao indecente do Coronavírus. Uma Quarentena que esperávamos ser de 40 dias diante de uma “gripezinha” segundo o Dr Drauzio Varela, eis que completa quatrocentos dias. Quatrocentos dias com milhares de óbitos, milhões de pessoas contaminadas pelo vírus, polêmicas mil na Política e na Economia, fechamento de nossas Igrejas para Cultos e Missas presenciais, solidão, ... Solidão em nossos Hospitais, Velórios, Igrejas!

 

Alceu Valença tem uma canção intitulada “Solidão:” “A Solidão é FERA, a solidão DEVORA, é amiga das horas, é prima-irmã do tempo! E faz nossos relógios caminharem lentos causando um descompasso no meu coração!”

 

Eu estive há alguns anos em Boston para pregações num Cerco de Jericó! Pensa num lugar frio no inverno!!! O poeta e historiador americano HENRY DAVID THOREAU nasceu, se criou e morreu aos tenros 44 anos de idade em Concord, uma cidadezinha perto de Boston. Era um homem extraordinário. Estudou em Harvard. Ele escreveu a respeito de WALDEN POND, um lago no qual escolheu para viver a experiência de isolar-se do Mundo. Com materiais de demolição, ele mesmo construiu uma cabana rústica de 15 metros quadrados e lá morou por dois anos enfrentando impávido os invernos da Nova Inglaterra. Tudo o que comia era plantado por ele mesmo. Talvez você nunca tenha ouvido falar em THOREAU, mas ao citá-lo no meu texto, eu gostaria de demonstrar três teses:

 

(1) - Com uma vida mais despojada, pode-se sobreviver com o que se planta e colhe.

(2) - A solidão nos faz perceber o quanto a correria do cotidiano no impulsiona a ganhar dinheiro mesmo em detrimento da Família, da saúde e da espiritualidade.

(3) - Isolar-se faz bem à alma, atalho para fruir com mais intensidade o fluxo da Vida.

 

Thoreau levou seus livros favoritos para a cabana! Eu te desafio: Me cite 3 livros que VOCÊ levaria para uma ilha deserta. Thoreau escrevia, observava embevecido o desenrolar das estações e conhecia o canto dos pássaros. Ele não evitava o contato humano.

 

Hoje a gente cultiva as amizades pelos meios digitais. Estudos recentes mostram que o isolamento voluntário tem seus benesses. O meu distanciamento social começou involuntário. Eu estava acostumado a multidões sobretudo aos Domingos quando a Paróquia abraçava mais de duas mil pessoas presentes nas Missas. Hoje, penso que não voltaremos totalmente ao estilo de vida de antes.

 

O político mineiro de Belo Horizonte, Roberto Lúcio Brant quem nos ensina: “QUEM NÃO é capaz de ficar só perde uma parte importante da alegria e tristeza de viver. Nem tudo no ser humano é para ser compartilhado”

 

Na minha última postagem, ou seja, na minha mais recente “palavrinha amorosa” citei a passagem sobre a Armadura de Deus, passagem publicada na Epístola de São Paulo aos Efésios, 6, 10-19. Sob o ESCUDO DA FÉ, líderes evangélicos de todo o Brasil tem incentivado o povo a descumprir medidas sanitárias e desobedecer a regras das quarentenas decretadas pelo Estado. A Suprema Corte da nossa Nação, os Ministros do Supremo Tribunal Federal proibiram a realização de celebrações nas Igrejas. Algumas pessoas me interrogaram sobre o silêncio da CNBB e do baixo Clero, ao passo que pastores de renome recomendaram medicamentos e até produtos capazes de anular a letalidade do vírus: feijões, no caso de Valdemiro Santiago, e uma água milagrosa comercializada nos programas de TV de R. R. Soares. Em Fortaleza, o pastor Davi Goes, da Assembléia de Deus de Canaã, prega que a vacina chinesa CORONAVAC causa câncer e ainda tem em sua composição o HIV, o vírus da Aids. Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do REINO SEM DEUS, disse em Março do ano passado que o Coronavírus era uma tática do Diabo. Ele e a esposa foram vacinados em MIAMI, EUA, no mesmo Posto de Imunização do casalzinho Estevam e Sonia Hernandez, da seita Renascer em Cristo. Chegamos, pois, a conclusão “primeira” que a irresponsabilidade em nome da FÉ, em nome do próprio DEUS, transforma, de fato, as aglomerações nas Igrejas em focos de disseminação do indecente do COVID. E em segundo e último lugar, concluímos que diante do triste quadro brasileiro do recorde de mortes, exercitar a FÉ, mesmo sendo ela absoluta e inabalável, exige de cada um de nós CAUTELA E RESPONSABILIDADE para consigo mesmo e para com o próximo.

 

Não vendemos feijões e nem garrafas de água benta, mas nossas Igrejas permaneceram unidas em PRECE, unidas no silêncio com um grito de liberdade engasgado na garganta, unidas na Unidade com nossos Bispos, unidos no sofrimento...

Estivemos crucificados! Estamos ainda crucificados. Mas tudo passa, ....

 

Já diz um provérbio bem popular: “Papagaio come milho, periquito leva a fama!” Como que: o Justo paga pelo Pecador.

 

Uma Seita é um grupo de pessoas que, professando uma doutrina que se caracteriza pelo desvio, perversão ou distorção de princípios de Fé cristã ou de sua fundamentação bíblica, se colocam em inquestionável oposição a Cristo e à Igreja que o próprio Cristo estabeleceu na pessoa de Pedro e nos Apóstolos.

 

Uma das características mais comuns entre as seitas é a presença de líderes doentes, opressores, que impõem suas ideias, exercendo um domínio tirânico sobre o rebanho. Na Igreja Católica é o próprio Cristo que escolhe a dedo cada um dos guerreiros porque são forjados segundo o Coração de Deus!

 

Por isso, a Sagrada Escritura diz: “Bendito seja o Senhor, meu ROCHEDO, que adestra as minhas mãos para o combate, meus dedos para a guerra. (Salmo 143,1).

 

Me dá um certo enfado fleumático quando ouço gente da Igreja Católica se transferindo para Seitas à procura de Jesus! Se não encontrou JESUS na Igreja Católica, NÃO vai encontrar-se com Ele nem em Kathmandu. Se tem a audácia de abandonar a segurança do Rochedo para se aninhar no côncavo de uma ruína, (Meu Deus!), falta-lhe intrepidez!

Foi com a visão da armadura de um Soldado Romano que Paulo Apóstolo descreveu a Armadura do Cristão na Carta aos Efésios. A primeira peça da armadura de um legionário era o CINTO. O cinto não permitia que o soldado tropeçasse em suas próprias vestes. Por isto Paulo fala em “cingir os rins!”

 

Sem a Palavra De Deus os nossos trajes espirituais ficam frouxos! A COURAÇA servia para proteger os órgãos vitais do tórax: pulmões, coração e sistema digestivo. Para o guerreiro da Igreja Católica, é vital proteger o coração das paixões mundanas; nossos pulmões espirituais sempre inspirando a Graça de Deus; e enfim alimentar-se com uma dieta balanceada da Palavra de Deus!

 

Pega a BÍBLIA aí! Leia: CARTA DE SÃO PAULO AOS COLOSSENSES 3,16-17. E por que não aproveitar a Bíblia nas mãos? Salmo Capítulo 118, Versículo 103. O CALÇADO.

 

Romanos não usavam botas. Eram sandálias com tiras amarradas na panturrilha. Assim são para nós os Calçados do Evangelho da Paz! Estes calçados deixam as nossas vidas livres do fardo do Demônio e permitem que a locomotiva das nossas Vidas deslize por trilhos bem acima da condicionalidade circunstancial. O ESCUDO é um elemento vital na armadura do cristão. O escudo do legionário romano era revestido de couro e molhado antes das batalhas para que os dardos incendiários dos inimigos fossem apagados. Da mesma forma, quando em GUERRA ESPIRITUAL, nosso Inimigo tenta abafar a nossa Fé com a chama de seus dardos flamejantes, erguemos nossos escudos em posição de combate é banhado na Unção do Espírito. O CAPACETE, fabricado em ferro para proteger a cabeça. Na armadura do cristão, o CAPACETE da Salvação é a base. Sem a CONVICÇÃO da SALVAÇÃO, sem a mente aberta, sem um coração marcado por cura interior, nunca se ganha uma batalha, ainda mais uma Guerra!

 

Acredite em VOCÊ MESMO!

 

Finalmente, a ESPADA, arma própria nas situações de defesa e ataque pessoal. Da mesma forma na Vida Espiritual, precisamos saber manejar habilmente a Palavra de Deus, que é a mesma ARMA poderosa que Jesus usou no deserto contra o general do exército maligno, Satã! Por anos eu pensei que era o resultado de experiências passadas, e este pensamento não é esmagado nem por psicoterapia, nem por livros de autoajuda.

O Amor de Deus é que manifesta-se “deliciosamente” na Vida das pessoas em ordem de reconstrução e restauração, por dentro e por fora, num aperfeiçoamento constante, numa liberação de cura!

 

Somos filhos de Deus (JOÃO 1,12), Sal da Terra (MATEUS 5,13), Luz do Mundo (MATEUS 5,14), Cidadãos do Céu (FILIPENSES 3,20), justos e Santos (EFÉSIOS 4,24), raça eleita, sacerdócio real e Nação Santa (1 PEDRO 2,9).

 

Presta atenção, é assim que Deus te VÊ! Quanto mais VOCÊ começa a se ver assim, do jeitinho como DEUS te VÊ, mais claramente notará a sua extraordinária singularidade. Jamais existirá na face deste Planeta uma pessoa que seja mais VOCÊ do que VOCÊ! Finalizo com a PROMESSA de minhas Preces e afeto autêntico. Deus te Abençoe muito! Você é uma pessoa extraordinária!!! Despeço-me:

Padre CLAUDIO DIAS.